Saints Row: The Third na Switch é uma boa teoria enfermidade executada


0

Existem duas formas de defrontar a versão Switch de Saints Row: The Third. Da perspectiva de copo canal lotado, tens uma conversão extremamente aproximada do original na PS3, ainda mais se jogares em guisa portátil. Porém da perspectiva de copo canal lacuna, todas as falhas das versões de anterior geração estão cá presentes: vamos ser directos, a performance é má e os controlos sofrem com vasto latência.

Vamos ao afirmativo. Jogar Saints Row: The Third em guisa portátil é a melhor formato de o jogar. Corre a 720p nativa – uma experiência nítida no ecrã da Switch, enquanto a performance parece ser mais consistente do que na dock. O ecrã mais curto achega a disfarçar alguns dos cortes e compromissos e tens cá a versão PS3 nas tuas mãos. O jogo incessantemente foi risonho e cómico, a necessário razão pela qual estávamos ansiosos com o port Switch e de recebermos tantos pedidos para o investigar.

Bem do charme desaparece ao jogar na dock pois apesar de transformar Saints Row: The Third para 1080p nativa, parece ser muito para o hardware mobile da Switch. Numa vasto TV, a resolução extra é bem-vinda, contudo algum prática de efeitos alpha transparentes revela arestas serrilhadas e feias – único indício da presença de buffers numa resolução aquém. Estes efeitos já tinham permitido cortes nas consolas de anterior geração, contudo cá são ainda mais pronunciados. Também existe único escabroso impacto na performance: quando o rácio de fotogramas desce a sensação é pior do que em guisa portátil.

Isto leva-nos à maior desilusão – não foi revisto único dos piores problemas do original: o rácio de fotogramas. O histórecheado do jogo é problemático neste aparência. A versão Xbox 360 corria de formato relativamente consistente, contudo sofria com horrível screen-tearing. Podias forçaspecto a v-sync para remover o tearing, contudo os tempos de fotograma pioravam. Na fundura do lançamento original, não existia formato satisfatória de o jogar nas consolas – unicamente a versão PC conseguia uma performance fluída.

Tudo o que precisas entender de Saints Row: The Third na Nintendo Switch

Saints Row: The Third incessantemente correu nas consolas com único rácio de fotogramas desbloqueado, o que significa que aligeirar o original na Xbox One demonstração uma vasto melhoria na performance, sem tearing. Estugar o jogo na Xbox One X demonstração rácios de fotogramas entre 50 e 60fps, com ocasionais quedas para 40s. Não é o ideal, contudo é uma vasto melhoria a cerca de as outras consolas, contudo o PC continua a ser a versão indicada para o revisitar.

Na Switch, a combinação de rácio de fotogramas desbloqueado com quedas para baixos 20s produz uma experiência aterradora – ilustrada perfeitamente no início, onde enfrentas diversas set-pieces onde o refrescamento pode atravessar de slideshow para quase 60fps, dependendo da câmara. Em guisa portátil, parece mais consistente, quiçá porque 50% do domínio GPU é usado para 44% dos pixeis que serão renderizados na dock. Adoptar uma Switch modificada, onde podes avultar o domínio da CPU em 75% e a largueza de filarmónica da memória da GPU em 20%, não tivemos resultados bem melhores. Os buffers de menor resolução podem sugerir uma experiência dependente da largueza de filarmónica.

Está a estrada uma actualização, que pode ou não elevar a performance, contudo algum melhoria a cerca de os piores momentos será bem-vinda. Apotegma isto, elevar a latência nos comandos também é crucial. Os analógicos são bem pesados e tiros na cabeça são bem difíceis de saber. Os mesmos testes nas mesmas situações na versão PS3 revelam uma melhor resposta. De instante, para conseguires melhorias na Switch tens de avultar a susceptibilidade nivelado e vertical dos analógicos até 100% – mesmo assim, fica pior que no original.

A má resposta dos comandos e rácios de fotogramas inconsistentes significa que é menos risonho jogar cá do que nas consolas de anterior geração e existe a sensação que esta conversão não cumpre. Existe uma melhoria na resolução na dock, contudo pouco diferencia esta versão das anteriores – tirando os ajustes nas sombras e buffers alpha de menor resolução, tem o mesmo aparência. Mesmo o pop-in surge tal porquê na versão PS3. Não é uma coisa necessariamente má num jogo estilizado porquê leste, contudo emendar os problemas das versões originais é a necessário razão para único port destes viver

É uma desilusão. Principalmente porque transformar Saints Row: The Third para a Switch foi uma alternativa inspirada da Deep Silver – o original é bem risonho, contudo as versões de consola falharam em termos tecnológicos. Fundamentado no que vimos nas conversões de outros jogos de anterior geração para a Switch, esperávamos uma vasto melhoria, contudo tivemos a mesma experiência comprometida com problemas adicionais, quase oito anos posteriormente. Será que é possível emendar estes problemas numa actualização? Espero que asseverativo, contudo no entrementes, jogar a versão PC ou na Xbox One é o recomendado.


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

0

Qual a sua reação ao ler esta notícia?

Raiva Raiva
0
Raiva
Confuso Confuso
0
Confuso
Falho Falho
0
Falho
Divertido Divertido
0
Divertido
Nerd Nerd
0
Nerd
Desejo Desejo
0
Desejo
LOL LOL
0
LOL
OMG OMG
0
OMG
Vencedor Vencedor
0
Vencedor
Eurogamer PT

Esta matéria foi traduzida e adaptada para o português do Brasil. Você pode conferir todas as notícias originais em http://www.eurogamer.pt

Um Comentário

Escolha um formato
Teste de Personalidade
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre personalidade
Questionário da Trivia
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar o conhecimento
Votação
Vote para fazer decisão ou determinar opções
Históra
Texto formatado com Incorporações e Visual
Lista
Listagem Clássica da Internet
Contagem
As contagens regressivas clássicas da Internet
Lista Aberta
Envie seu próprio item e vote para o melhor envio
Lista Ranqueada
Vote para cima ou para baixo para decidir o melhor ranking
Meme
Upload sua própria imagem para fazer memes customizados
Video
Incorporar Youtube, Vimeo ou Vine
Audio
Incorporar Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Foto ou Gif
Gif
Formato do Gif